terça-feira, 20 de novembro de 2007

Homens, ah homens!

Pensei em falar no motivo que levam os homens a mentir. Aí depois, pensei em falar sobre a superficialidade do envolvimento deles em uma relação. Pensei mais um pouco e achei q poderia escrever sobre a falta de homens leais. Mas, pensando tanto, eu simplesmente cheguei a conclusão q homens não são para serem analisados. Q, não da pra escrever sobre eles e falar uma coisa só.

Parece q todas essas informações fazem parte desse pacote chamado homem. Um pacote q não prioriza sentimento, um pacote q acha q não tem problema mentir, q iludir outra pessoa é culpa dela q criou expectativas. Aí, eu finalmente entendi q nunca vou entender realmente os homens. As vezes tenho a impressão q eles não sabem o q querem. Se apaixonam por aquelas q nem sempre dão atenção, não valorizam aquelas q tem um perfil "mulher perfeita", buscam a tal da mulher perfeita e não querem nada sério com nenhuma delas. Ah homens, quem os entende?!

Mais fácil simplificar dizendo que são todos iguais, e, por alguma mudança do destino, um ou outro toma outro rumo...

Eu sinceramente não acredito q exista um homem dos sonhos. Duvido q algum não minta, não jogue charme para aquela 'amiga' q ele jura q é gorda e feia, e, não tenho ilusão do tipo vou ter um homem só pra mim o resto da vida. Acho q aceitando essas diferenças, ou melhor, entendendo q essa é a natureza deles, eu consigo me impor mais. Saber o q eu aceito e o q não aceito do "meu homem". Talvez assim, eu chore menos qdo descobrir a qtidade de amigas virtuais q ele tem, eu desanime menos qdo perceba q ele quer algo sério até a coisa ficar mais séria e q ele vai mudar de idéia ou de namorada qdo a coisa for interessante pra ele. Quem sabe assim, eu percebo q tenho esse mesmo direito. Q posso fazer as mesmas coisas e q tbm posso gostar dessa vida. Quem sabe assim eu percebo q se eu orar bastante Deus me presenteia com um desses q o destino mudou ;)

1 comentários:

Lôrá disse...

Eu ainda sou do tipo, que acredita que eu estraguei um deles.
kkkkkkkkkkkkkkkk


quer saber, se eles fossem simples, ia ser sem graça.

se tudo desse certo, a gente ia escrever sobre o que?