sexta-feira, 17 de julho de 2009

Eu acredito...

"ELA nos ensinou a INSISTIR.
ELE nos ensinou a ACREDITAR.
Por isso nós INSISTIMOS EM ACREDITAR!"



Lá vai eu outra vez falar de BBB.
Pra quem não assistia e não gostava, paguei a língua da pior maneira possível!
Tudo bem que o programa já acabou faz meses, mas, quando eu me envolvo em uma história, a coisa vai longe, rss
Nos últimos meses, ganhei de novo a companhia dos "benhês" na madrugada. Infelizmente, não era um PPV real, mas, os vídeos feitos com tanto carinho pelos fãs de Max e Francine no youtube foram de bom tamanho pra me manter distraída. Mais uma vez, posso dizer que fui socorrida pela alegria da Fran nas minha madrugadas frias e solitárias.
Agora eu entendo a projeção que eu tentei fazer em cima desses dois!!!
Claro que como uma boa ciumenta de plantão, eu precisava ver outra ciumenta ser feliz com esse sentimento no meio! Eu precisava ver que alguém ia dar certo, mesmo com o tal do ciúme imperando no ar.
Acreditei mais uma vez no conto de fadas, aquele mais estilo Shrek de ser, onde os personagens não são princípes e princesas, mas, "ogros" da vida real.

Fui pega de surpresa com a notícia do fim do namoro dos ex-BBBs. Além do susto, porque eu sinceramente acreditava que o final feliz já tinha chegado, confesso que fiquei muito triste. Triste por ver duas pessoas que parecem tão próximas, por quem tenho tanto carinho, estarem sofrendo e sendo expostos da maneira que estão sendo, e mais triste ainda por ver que contos de fadas da vida real tem mais tormentos do que a gente imagina.

Revivi sentimentos que eu queria não ter revivido. Realmente gostaria de esquecer aquelas coisas todas que eu já senti no final de um relacionamento, e, parece que no meu momento mais sensível, aquelas feridinhas foram cutucadas de novo.
Não vi apenas a projeção dos meus próprios sonhos irem por agua abaixo, mas, vi também todas as minhas expectativas colocadas em cima do sentimento alheio serem frustradas.
Eu não tenho nada a ver com a vida deles. Desejo apenas que sejam muito felizes, que possam decidir com a cabeça fria o que realmente querem pras suas vidas, mas, realmente, ainda gostaria de vê-los juntos.
Não que isso vai mudar a minha vida, mas, de alguma maneira, isso vai poder reacender aquela chama que o amor tudo pode, que o amor fala mais alto, e que ainda existe uma chance para todas as frustrações que eu carrego comigo.
Tenho acompanhado nessa semana, uma comunidade do orkut, onde as pessoas participam de um chat diário sobre o casal "Maxine".
São fãs que estão desesperados pela volta deles, que se reunem em oração para vê-los juntos, e que estão sofrendo, como se fossem realmente íntimos dos dois.
Quando parei para observar isso, além de me achar um pouco mais normal, rs, eu percebi o quanto essas duas pessoas mexerem no íntimo de milhares de adolescentes, jovens, crianças e adultos. Senhoras que voltaram a acreditar no amor romântico, no amor verdadeiro, no amor que vence barreiras!
Pessoas dos mais diferentes estilos e tipos, que durante meses acompanham esse namoro, como se ainda estivessem dentro de um reality show. Que torcem verdadeiramente por esses dois, mas, que muito além disso, torcem por tudo o que Max e Fran trouxeram pra vida deles, que tem como guia principal, a necessidade de voltar a acreditar no amor.
Infelizmente, não estamos falando de dois personagens de novela, onde a gente já sabe que a mocinha vai ficar com o mocinho. Torcemos por isso, mas, não sabemos.
Vemos duas pessoas reais ali, terem que ler os mais absurdos pitacos de quem não tem nada com a vida deles, de pessoas que simplesmente não sabem o que eles viviam dentro de 4 paredes. É o preço da fama... Para essas pessoas, diria Francine "Cuidem de suas vidas", rss
Mas, enquanto não dá pra gente cuidar direitinho de nossas vidas, a gente continua acompanhando a vida deles. Mas, de um jeito saudável, um jeito "maxine" de ser, que nos impede de entrar num limite que não nos pertence, mas, que nos permite torcer muito, mandar muitas boas energias e rezar para que Deus tire desses dois todo "olho gordo" que andaram colocando por aí!
E, que se for melhor para ambos, que eles possam passar por cima das dificuldades, possam enfrentar o amor real, e possam acima de tudo superar as tormentas que uma vida a dois revela.

Eu, ainda ACREDITO!




2 comentários:

Diana disse...

Eu também ACREDITO!!

Tali disse...

Eu aiiindah acrediitoo !!
Liindooo textoo !!
Bjooo
;*